Olá!

Seja amavelmente bem vindo a Família IBE. O objetivo dos enunciados que seguem é lhe mostrar quem somos e como nos originamos.

Para nós, é importante que todos saibam que Deus elegeu para si todos os que vierem pelo poder do Seu Espírito a receber Jesus Cristo como seu Único Senhor e suficiente Salvador, independente de denominação. Não imaginamos que somos os únicos eleitos de Deus. Entendemos que o Reino de Deus nesse tempo é formado pelos que experimentam a maravilhosa Graça da regeneração (novo nascimento), sem a qual ninguém poderá entrar no Reino de Deus (Jo. 3:1-7).

Quem somos?

Somos a Igreja Batista da Esperança, Natal-RN, organizada em 19 de Novembro de 1969.

Nossa visão:

Ser uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus.

Por que queremos ser uma família?

Queremos ser uma família porque Deus quer unidade. Ele nos ensina em Sua Palavra que devemos viver em unidade. (Ef. 2:19) Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus. A família é a maior expressão de unidade na terra.

Por que queremos que esta família tenha muitos filhos?

Queremos uma família de muitos filhos porque Deus quer quantidade. Ele nos ensina em Sua Palavra que Jesus é o primeiro entre muitos irmãos. (Rm. 8:29c) Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.

Nossa visão é fundamentalmente uma questão de unidade, quantidade e qualidade.

Nossa missão:

Amar a Deus, amar ao próximo, crescer em Cristo, servir uns aos outros e partilhar Jesus com o mundo”.

Por que devemos amar a Deus?

Devemos amar o nosso próximo porque esse é o mandamento do Senhor. (Mt. 22:39) O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

Também devemos amar porque o amor ao próximo nos caracteriza como discípulos de Jesus. (Jo. 13:35) Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.

Por que devemos crescer em Cristo?

Devemos crescer em Cristo porque o conhecimento de Deus nos fortalece e nos prepara para enfrentar e vencer os grandes desafios. (Ef. 4:15) Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.

Outra razão para crescermos em Cristo é porque sem Ele nada poderemos fazer. (Jo. 15:5) Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Por que devemos servir uns aos outros?

Devemos servir uns aos outros porque Deus nos concedeu capacitações especiais cuja finalidade não está em nosso deleite pessoal. (1ªCo. 14:12) Assim, também vós, visto que desejais dons espirituais, procurai progredir, para a edificação da igreja.

Também devemos servir aos outros porque esse é o desejo de Deus em nossos relacionamentos. (1ªPe. 4:10) Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

Por que devemos partilhar Jesus com o mundo?

Devemos partilhar Jesus porque essa é nossa missão de vida junto ao mundo. (Mt. 28:18-19) Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. 19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

Dando esses passos estaremos realizando a nossa missão como igreja de Jesus Cristo. Esta missão nos fará alcançar nossa visão, que é a grande meta estabelecida por Deus para nossa igreja.

Nossos princípios:

Oração, Evangelização Discipuladora, Plantação de Igrejas, Formação de Líderes e Compaixão e Graça.

Por que a Oração?

Entendemos que orar foi o primeiro movimento dos discípulos após o recebimento da Grande Comissão. (At. 1:14) Todos eles se reuniam sempre em oração, com as mulheres, inclusive Maria, a mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.

Por que a Evangelização Discipuladora?

Entendemos que a evangelização clara e fiel do Evangelho visa, sob o poder e a dependência do Espírito Santo, levar pessoas ao arrependimento e à fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador, tornando-se seus discípulos. (Mt. 28:18-20) Então, Jesus aproximou-se deles e disse: "Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos".

Porque a Plantação de Igreja?

Entendemos que a transformação da sociedade na direção de Deus ocorre através da exposição da Palavra de Deus por meio de sua agência na terra, a Igreja, e assim comunidades locais de convertidos representam uma clara expressão de sua presença e seu desejo transformador. (At. 13:1-5) Na igreja de Antioquia havia profetas e mestres: Barnabé, Simeão, chamado Níger, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo. Enquanto adoravam ao Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: "Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado". Assim, depois de jejuar e orar, impuseram-lhes as mãos e os enviaram. Enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre. Chegando em Salamina, proclamaram a palavra de Deus nas sinagogas judaicas. João estava com eles como auxiliar.

Por que a Formação de Líderes?

Entendemos que a formação de líderes é essencial porque permite o desenvolvimento de outros líderes a fim de que o Evangelho chegue até os confins da terra. (2ªTm. 2:2) E as coisas que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar a outros.

Por que a Compaixão e Graça?

Nosso entendimento é no sentido de que o amor e a comunhão da igreja devem ser direcionados não apenas a todos os irmãos, mas também aos de fora. (At. 2:42-47) Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos.

Nossa metodologia:

Somos uma igreja dirigida por princípios do Novo Testamento: Oração, Evangelização Discipuladora, Plantação de Igrejas, Formação de Líderes e Compaixão e Graça. Nosso estilo de Culto Cristão nos faz viver a alegria da vitória de Cristo e a ordem da doutrina de Cristo; nossa convivência tem por base o amor que Deus colocou em nosso coração; nosso crescimento está alicerçado na pessoa de Jesus; nosso serviço é evidenciado a partir dos dons espirituais; nosso testemunho visa anunciar que Cristo é a solução.

Nossa liderança:

Somos uma igreja que exerce sua liderança nas questões materiais por um Conselho Administrativo eleito pela igreja, e nas questões espirituais por ministérios instituídos pelo pastor que foi chamado pelo Senhor e reconhecido pela eleição da igreja.

Nossa dinâmica funcional:

Somos uma igreja onde a liderança pastoral treina e equipa os membros para o exercício do serviço cristão.

Nossa estratégia:

Somos uma igreja que acredita na vivência da oração, da evangelização discipuladora, da plantação de igrejas, da formação de líderes e da compaixão e graça. Nosso entendimento estratégico é no sentido de que com essa vivência os relacionamentos discipuladores povoarão os Pequenos Grupos Multiplicadores, e esses, povoarão a Igreja.

Nosso ensino:

Entendemos que a Escola Bíblica é a ferramenta que nos permite ministrar o ensino nas mais diferentes áreas do cristianismo. Permitindo assim, a formação de novos líderes, sob a liderança dos quais a igreja avança em sua missão de fazer discípulos, batizá-los e ensina-los a obedecer o que Cristo ordenou.

PGMs - Rumamos clara e nitidamente na direção da vivência dos PGMs, onde experimentaremos o exercício dos mandamentos recíprocos, e o Relacionamento Discipulador como forma bíblica de transformação de vidas.

Nossa filosofia de ministério:

Somos uma igreja que vive os ministérios dentro do corpo de Cristo como forma de servir uns aos outros e desenvolvemos nosso trabalho junto ao mundo através do cumprimento de nossa missão de vida que é a Evangelização Discipuladora.

Nossa razão de existir:

Celebrar a glória de Deus pela adoração;

Incorporar à família de Deus pela comunhão;

Instruir o povo de Deus pelo discipulado;

Ser suporte para a família de Deus pelo serviço;

Anunciar as boas novas do Senhor pelo evangelismo.